terça-feira, 13 de junho de 2017

Um momento



Foi estranho te sentir daquele jeito
Cada toque era como uma explosão...
Não uma explosão ruim, claro.
Ao passo que as músicas tocavam e mudava o ritmo
Você me conduzia sem cessar...
Cada batida daquelas canções,
Facilmente confundidas com as batidas do meu coração..
Em que momento aconteceu?
Quando dei por mim, seus braços já envolviam além da minha pele...
Foi coisa de alma...
Mas foi momentâneo.
A festa acabou.

- Nah

sábado, 10 de junho de 2017

Sereia


Voltando da sua casa reparei que
Tinha ficado lá...
Maravilhada pelo seu aquário no seu 
Quarto, pois sou fascinada com essas
criaturas.
Já hipnotizei vários marinheiros pro
fundo do meu oceano...
Lá eles se afogavam no meu amor
E em seguida eu saciava minha fome quando mortos...
Fazia isso sempre.
O ato de "matar" lentamente era prazeroso.
Mas ai veio você.
Quando te vi, não sei o que aconteceu!
Me vi hipnotizada!
Não pela tua beleza exterior...
Mas pelas tuas palavras...
Teus gestos...
Você não teve vergonha de se expor.
Você se despiu em poesia e eu o amei
A partir desse momento.
Acho que é recíproco...
Nossas poesias combinam. 
Mergulhei uma última vez e pus meus 
Pés na terra a seu encontro.

- Tay

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Precipício

Estou à beira do abismo
Esperando pela rajada de vento
Que vai me levar para a imensa escuridão 
Que se esconde lá embaixo.
Não acho que vou sobreviver.
Não quero sobreviver.
Só preciso continuar caindo...
Talvez lá embaixo, alguém me entenda.

- Nah

terça-feira, 9 de maio de 2017

Chuva de verão




Tu foi feito chuva de verão,
Veio do nada
Ninguém esperava,
Mas estava ali, fazendo alguém feliz.
De repente, em algum momento
A chuva tem q parar
Mas por algum motivo
Você não se vai junto com ela.
Insiste em permanecer aqui
Regando cada lugar seco e sem vida dentro de mim.
As vezes a chuva acalma, e o sol aparece...
Mas ai tudo aqui volta a morrer.
Talvez um dia você me transborde,
Talvez um dia tudo volte a ser como antes.
Antes da tempestade que devastou tudo,
Ou talvez não tenha chuva 
Que faça meu coração voltar a bater
E ai tudo volta pra normalidade.
O que um dia veio a florescer,
Volte a morrer...

- Nah

terça-feira, 2 de maio de 2017

Tartaruga

Devagar
Sempre com muita cautela, observo tudo ao meu redor.
Posso parecer desajeitada na terra, mas no mar danço ballet.
Ajo por instintos e consigo me camuflar lentamente para analisar o ambiente.
Se teu amor exagerado me assustar eu me escondo dentro do meu casco rígido.
Impenetrável.
Nada pode perfurar meu casco com minhas bordas salientes para te ferir caso queira tirar-me do meu habitat.
Sigo sempre devagar...
É com a lentidão que aproveito os  momentos e vez ou outra paro e me perco nas paisagens bem na janelinha do meu casco.
Na janelinha
Me faz um serenata pro meu casco enfim derreter?

- Tay

domingo, 30 de abril de 2017

Tudo passa?

Cada decepção, uma ferida
Cada aventura vivida, uma marca
Nem sempre o que passa, passa
As lembranças permanecem.
Sabemos que a tristeza passa,
A dor passa,
E até a alegria passa.
Mas sempre tem aquela cicatriz
Aquela saudade
Aqueles tempos
Ah.. Aqueles tempos
Que não voltam jamais..

- Nah

sábado, 22 de abril de 2017

Sou flor

Você se aproxima
Contemplando minha beleza
E meu perfume doce
Você tentou me arrancar do meu ramo
Então lhe mostrei meus espinhos...
Eu não permiti que o fizesse isso,
Se não resistir aos meus espinhos
Como queres me conquistar?
Prefiro aquele com asas
Que me alcança de onde estou
Que sabe me beijar com delicadeza 
Que sabe lidar com meus espinhos
Ele não tem medo dos meus espinhos 
Ele não tem medo de se ferir.
Se sou flor, lide com as feridas
Que irei te causar,
Se tu és beija-flor
Faça meu coração bater
Na velocidade de tuas asas.

- Tay



terça-feira, 4 de abril de 2017

Sinto muito


Sinto muito por sentir tanto
Sinto tudo
E não consigo explicar nada.
Dá pra parar?
Parar de sentir,
Ou pelo menos diminuir 
A quantidade do sentir.
É dor que machuca por dentro,
É felicidade que arde no peito,
É saudade que transborda pelos olhos.
Eu sinto tanto
E me sinto tão confusa por isso.
Como explicar o que estou sentindo,
Se eu estou sentindo tudo, 
Tudo ao mesmo tempo?!


- Nah

segunda-feira, 20 de março de 2017

Sonho

A noite estava linda
A lua brilhava como nunca..
E lá estava você
Sorrindo feito bobo.
Eu tremia de frio,
Ou por estar te vendo?
Nunca vou saber..
Eram seis horas da manhã..
O despertador tocou 
E o sonho foi interrompido.

- Nah

sábado, 18 de março de 2017

Fim do Fim

No fim
Eu sei que estamos sozinhos
Afinal
É tudo uma questão de tempo
As pessoas que você conhece
Um dia não estarão mais com você
Ou estarão mortos
Ou irão te abandonar por opção
Ou você vai mudar-se para outra cidade
E lá colocará novas pessoas no lugar das antigas
Nada é para sempre
A dor
O amor
A amizade...
A dor, porquê existem dores diferentes
Que você irá sentir em determinados momentos da vida.
O amor, porquê talvez só se ame uma vez,
O resto é paixão de verão.
A amizade.. Ah... A amizade ela é a mais difícil.
Não é todo mundo que se chama de amigo.
Não quero te deixar sem esperanças, caro leitor, muito pelo contrário.
Estou apenas lhe suplicando para que viva.
Viva cada segundo, cada estação, por favor!
O tempo passa... Muda e te muda 
Ficará ou se sentirá sozinho várias vezes antes do fim
Mas o que sobra, são os momentos bons
As lembranças
Os sorrisos
Os dias de sol e as danças na chuva
Então viva
Antes do fim.

- Tay